Ir direto para menu de acessibilidade.
Acesso à informação

Reeleito em junho, professor Kléber Gonçalves Glória foi reconduzido ao cargo para novo mandato de quatro anos. Decreto da Presidência da República está no Diário Oficial da União de 18 de setembro

 

Foi publicado nesta quarta-feira, 18 de setembro de 2019, no Diário Oficial da União, o decreto da Presidência da República que reconduz ao cargo, pelos próximos quatro anos, o professor Kléber Gonçalves Glória, atual reitor. Docente do Campus São João Evangelista, ele foi reeleito em junho, quando um processo de consulta à comunidade acadêmica escolheu também os diretores-gerais de 12 dos 18 campi do Instituto.

A data da posse será definida pelo Ministério da Educação, de acordo com a agenda do ministro, e ocorrerá em Brasília. Enquanto isso, Kléber Glória dará andamento a algumas ações já planejadas para a continuidade da gestão, como a nomeação dos diretores-gerais eleitos, prevista para a próxima segunda-feira, 23 de setembro. Na sequência, o dirigente começa a colocar em prática as mudanças propostas para a nova gestão.

Foco na excelência

Kléber Glória adianta que o trabalho dos próximos quatros anos tem por meta consolidar o IFMG como referência em educação. O reitor destaca dois momentos importantes pelos quais a Instituição passou, cada um com seus desafios. “Inicialmente, houve o esforço daqueles que deram início à gestão e se empenharam para, a partir de três escolas distintas, criar o IFMG”, lembra. Em seguida, veio o empenho, empreendido em seu primeiro mandato, para organizar, normatizar e consolidar o Instituto. “Nosso desafio, agora, é trabalhar para alcançar a excelência naquilo que fazemos. Para tanto, iremos priorizar as atividades fins: Ensino, Pesquisa e Extensão”.

Trajetória

Natural de Governador Valadares, Kléber é servidor federal desde 1984. Técnico em Agropecuária e graduado em Letras, é mestre em Meio Ambiente e Sustentabilidade e doutor em Gestão Pública pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, em Portugal.  Já atuou como diretor de Administração e Planejamento e também diretor de Ensino. Foi diretor-geral da então Escola Agrotécnica de São João Evangelista (que passou a campus em 2008) por dois mandatos, de 2003 a 2011. Em junho de 2015, foi eleito para o primeiro mandato como reitor do IFMG, cargo que agora foi reconduzido



 
Para o topo.