Ir direto para menu de acessibilidade.
Acesso à informação
Image without alternative text

A SAE Towers Brasil Torres de Transmissão Ltda recebeu, no dia 20 de setembro, 45 estudantes do 6º e 8º períodos do curso de Engenharia Elétrica do IFMG – Campus Formiga. A visita, proposta pelo professor André Roger Rodrigues e acompanhada pelo também professor do curso, Diego Luis Izidoro Silva, está vinculada às disciplinas de Transmissão de Energia Elétrica – 8º período – e Mecânica dos Sólidos – 6º período.

Os alunos foram recebidos no anfiteatro da empresa, onde tiveram palestras com engenheiros e profissionais responsáveis pela fabricação, construção/montagem de linhas de transmissão. Em seguida, foram conduzidos por profissionais responsáveis até à fábrica onde tiveram contato direto com todas as etapas do processo de fabricação de torres na planta industrial, tais como fundição, setor de usinagem com tornos CNC, decapagem e sistema automático de galvanização por imersão à quente.

“A planta possui quatorze máquinas de CNC para puncionamento de cantoneiras, seis CNC para puncionamento de chapas, além de máquinas de fundição de alumínio. Nesta etapa também foi oportunizado aos alunos o contato direto com as mais diversas ferragens que compõem as linhas de transmissão e que são estudadas em sala de aula, na disciplina de Transmissão de Energia Elétrica. Por último, os alunos tiveram a oportunidade de conhecer a estação de testes de torres de transmissão onde são realizados ensaios de carga nas torres de transmissão, empregando sistema avançado de células de carga para verificar se as condições de projeto foram atendidas no processo de fabricação das torres”, explica o professor André Roger.

De acordo com o professor, as palestras com engenheiros projetistas contribuíram para o esclarecimento acerca dos projetos que os alunos estão desenvolvendo nas disciplinas de Transmissão de Energia Elétrica e Mecânica dos Sólidos, ministradas por ele e pelo professor Diego Izidor, respectivamente. “Os alunos conheceram toda a logística que controla o ciclo de fabricação das torres de transmissão de energia elétrica. O contato com os diferentes profissionais necessários para este processo produtivo foi importante para a compreensão da abrangência da atuação profissional do engenheiro eletricista e também de sua atuação conjunta com engenheiros mecânicos, civis e técnicos de diversas áreas, ressaltando a relevância de desenvolver em nossos alunos as habilidades de trabalho em grupo e liderança. Os alunos foram conduzidos durante toda a visitação por profissionais que coordenam os diversos setores produtivos da fábrica, fornecendo informações técnicas relevantes para a complementação da formação profissional dos alunos do curso de Engenharia Elétrica”.

Por fim, André completa que “a visita oportunizou a complementação de sua formação profissional por meio do contato com o ambiente empresarial e industrial, com os setores de fabricação, de projeto e de testes, do contato com os materiais e processos empregados na indústria, do conhecimento das tecnologias empregadas, e ainda do aprendizado sobre as habilidades e competências que devem desenvolver para atingir o elevado grau de conhecimento necessário ao exercício profissional do engenheiro eletricista”.

O estudante Jean Fonseca da Silva ressaltou que "a visita na SAE Towers foi de grande valia, já que foi possível observar e aprender sobre o processo produtivo das torres de transmissão, todas as etapas e processos. Também foi possível visitar a área de testes de esforços das torres onde tivemos o privilégio de observar como funciona o controle dos testes, visitando a área  e a sala de controle onde são feitos".

SOBRE A EMPRESA SAE TOWERS BRASIL

A SAE Towers tem produzido torres de transmissão e construído linhas de transmissão desde 1926, quando tudo começou com a originária SAE Lecco da Itália. Desde os idos de 1950 até meados de 1990, a SAE da Itália, seguida pela SBE do Brasil, forneceu acima de um milhão de toneladas de torres treliçadas a concessionárias do Brasil, Estados Unidos, Canadá e demais países das Américas. Estas companhias deixaram uma marca inapagável na história da indústria através dos anos, tendo fornecido torres para mais de 500.000 km de linhas de transmissão, o suficiente para circular o globo cerca de doze vezes.

A SAE Towers Brasil executa internamente todo projeto de engenharia e detalhamento de torres treliçadas, postes de aço e fundações.

No Brasil, a empresa está localizada em Betim, Minas Gerais. Esta planta tem capacidade instalada de 65.000 toneladas de estruturas treliçadas por ano. Foi especialmente projetada para a produção de torres treliçadas, empregando um layout em formato de U no processo de produção, com a finalidade de maximizar sua eficiência e reduzir o ciclo total de produção.

  



 
Para o topo.